Últimas Notícias

Governo aprova aliança entre gigantes do petróleo e do etanol

Aprovada pelo Cade, parceria com a Copersucar é a primeira incursão da britânica BP na logística do etanol no Brasil

Uma joint venture entre a brasileira Copersucar e a britânica BP Biocombustíveis para operar um terminal de armazenagem de etanol, em São Paulo, foi aprovada nesta semana sem restrições pela Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Com a parceria, anunciada no fim de novembro, as duas empresas esperam otimizar a logística de fornecimento de etanol e ampliar a presença comercial no País.

Em operação desde 2014, o Terminal Copersucar de Etanol, em Paulínia, possui 10 tanques, com capacidade total de armazenagem de 180 milhões de litros de combustível e de movimentação de 2,3 bilhões de litros por ano, com possibilidade de ampliação. Até agora, o terminal vinha sendo gerido só pela Copersucar, integrada por mais de 20 grupos sucroalcooleiros do Brasil. Além dos novos acionistas, o terminal continuará prestando serviços a terceiros.

“A nova joint venture otimizará a logística do etanol, com ganhos de competitividade e flexibilidade no atendimento ao mercado. Além da identidade de valores, a parceria com a BP reforça o compromisso das duas empresas com o desenvolvimento dos biocombustíveis no País”, afirmou Paulo Roberto de Souza, presidente da Copersucar, quando a joint venture foi anunciada, no final de novembro. Já o presidente da BP Biocombustíveis, Mario Lindenhayn, avaliou que a parceria “permitirá ampliar de forma relevante a presença comercial da BP no Brasil”.
A Copersucar é líder mundial em comercialização de açúcar e etanol , tendo negociado, em 2016, um total de 5,3 milhões de toneladas de açúcar e 4,2 bilhões de litros de álcool. Com a parceria, a britânica BP, gigante do segmento de petróleo e gás presente em oitenta países, estreia na logística do etanol em terras brasileiras.

Nenhum comentário