Últimas Notícias

Qual o melhor herbicida para pastagens?

O melhor herbicida para pastagens é a própria forrageira, contanto que ela esteja vigorosa e bem nutrida

Segundo Neivaldo Cáceres, engenheiro agrônomo e Mestre em solos e nutrição de plantas, o melhor herbicida para as pastagens é a própria forrageira. Para isso, ela precisa se desenvolver em solo bem adubado para crescer vigorosa e, assim, inibir o surgimento das plantas daninhas. Em casos de grande infestação, o ideal é usar herbicidas recomendados por especialistas. Se as ervas daninhas já tomaram entre 15% e 20% das pastagens, o produto pode ser aplicado com pulverizadores costais. Acima desse percentual, é recomendada a aplicação aérea ou tratorizada.

“As plantas daninhas interferem no desenvolvimento da pastagem e competem com ela por água, luz e nutrientes – além de exercerem inibição química. Sem falar que algumas delas podem ser altamente tóxicas para o gado. Portanto, o controle natural ou por meio de herbicidas se faz necessário e urgente”, afirmam Adilson de Paula Almeida Aguiar e Bianca Helena Passareti Junqueira Franco Almeida, professores do Curso a Distância CPT Formação de Pastagens, em Livro+DVD e Online, da Área Pastagens e Alimentação Animal.

Quais as plantas daninhas mais comuns em pastagens?

Chumbinho

Embora seja uma erva daninha, muitos a utilizam como planta ornamental graças às suas pequeninas e belas flores. Mas quando no pasto, a chumbinho (assim designada popularmente devido ao formato do fruto da planta) deve ser eliminada com o auxílio de herbicidas indicados por engenheiro agrônomo.

Olinho

Planta daninha cujo controle é mais laborioso, a olhinho (nome popular) deve ser exterminada com defensivos foliares. Embora surtam ótimos efeitos, não adianta aplicar os produtos sem a consultoria de um profissional especializado, que poderá avaliar melhor a proporção de herbicida a ser aplicado por área.

Ciganinha

Muito comum nas pastagens do Cerrado, a ciganinha deve receber o produto herbicida diretamente no toco. Antes da aplicação, o toco deve ser cortado, pois a planta daninha apresenta novelamento no sistema radicular. Além disso, deve-se cavar até 15 cm para a adição adequada do produto na raiz. É importante ressaltar que o herbicida (recomendado por engenheiro agrônomo) deve ser diluído em água (no controle basal, deve ser diluído em diesel).

Barba-de-bode e Rabo-de-burro

Ambas as gramíneas surgem em áreas onde há degradação do solo devido à baixa fertilidade e à alta acidez. Portanto, o mais recomendado é a calagem – para corrigir o pH, e a adubação – para incorporar os nutrientes necessários à forrageira. “O combate pontual a Barba-de-bode e Rabo-de-burro pode ser realizado com herbicidas à base de glifosato (aplicação localizada)”, completa Cáceres. 
 

Nenhum comentário