Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2018

Pesquisadores identificam vírus em alho no Vale do Itajaí

Imagem
Cerca de 50 amostras de plantas de alho com sintomas de viroses, coletadas no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, foram analisadas no Laboratório de Virologia e Biologia Molecular da Embrapa Hortaliças (DF) e os resultados dos testes sorológicos confirmaram a ocorrência de espécies de vírus em campos da região. “Trata-se do primeiro registro nessa localidade da ocorrência do Onion yellow dwarf virus (OYDV), do gênero Potyvirus, e de espécies do gênero Allexivirus, que são transmitidos, respectivamente, por pulgões e ácaros”, indica a pesquisadora Mirtes Freitas Lima, virologista da Embrapa Hortaliças. Os vírus já tinham sido relatados anteriormente infectando campos de alho em outras regiões brasileiras.

A coleta das amostras das cultivares de alho nobre Quitéria e Ito foi realizada por técnicos da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri-SC) a partir da observação de sintomas como mosaico em faixas (estrias que variam da coloração verde-clara ao amar…

Evento discute conservação e uso sustentável dos recursos da Caatinga

Imagem
Em sua segunda edição, o Simpósio do Bioma Caatinga (Sibic), que acontece de 30 de julho a 3 de agosto no Complexo Multieventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Juazeiro-BA, apresenta uma programação extensa e diversificada. Serão palestras, mesas redondas, workshops, apresentações orais e em pôster e visitas técnicas, com temáticas que abordam a conservação e o uso sustentável dos recursos do bioma.

Com mais de 650 inscritos, o público alvo do simpósio é formado por professores e estudantes, pesquisadores, técnicos, produtores, gestores e sociedade civil em geral. A expectativa dos organizadores é de que o evento se consolide como um espaço de discussão sobre o uso e manejo dos recursos naturais da Caatinga, e através dele os participantes possam atualizar seus conhecimentos sobre o bioma e discutir estratégias voltadas para um desenvolvimento sustentável da região.

Segundo a pesquisadora da Embrapa Semiárido e organizadora do evento Lúcia Kiill, o simpó…

Saldo da balança do agronegócio em junho é de US$ 8,17 bilhões

Imagem
O saldo da balança comercial do agronegócio em junho foi de US$ 8,17 bilhões, segundo divulgou nesta sexta-feira (13) a Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O resultado das exportações do setor alcançaram US$ 9,21 bilhões, recuando 0,7% em relação aos US$ 9,27 bilhões alcançados em junho do ano passado.

O agronegócio representou 45,6% do total das vendas externas brasileiras do mês. Já as importações do setor totalizaram US$ 1,04 bilhão em junho, com retração de 10,1% em relação ao mesmo período de 2017.

Além da soja, com participação de 53,5% das exportações do setor em junho, os outros quatro principais segmentos foram: produtos florestais (14,4%), carnes (8,3%), complexo sucroalcooleiro (7%) e café (3,9%). Em conjunto, as vendas externas dos cinco setores apresentaram participação de 87% do total exportado pelo agronegócio brasileiro em junho de 2018.

A região asiática, com destaque para a China, foi o principal destino das e…

Após publicação da tabela do frete, vendas do milho recuam em MT

Imagem
Após a publicação da tabela do frete rodoviário pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), as ofertas nos preços do milho ficaram limitadas em Mato Grosso, segundo informações do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). De acordo com o Imea, esse cenário prejudicou a comercialização do grão.

No último mês, as vendas da safra 2017/18, que está em período de colheita, avançaram apenas 0,7 p.p., chegando a 68,1% da produção estimada. Em relação à safra futura, as negociações atingiram 13,7%, com avanço mensal de apenas 1,5 p.p.

Ainda de acordo com o Imea, outro fator que impactou nas vendas foi o forte recuo nas cotações do grão na bolsa de Chicago, no entanto, os bons preços ofertados nos meses anteriores permitiram que ambas as safras continuem com as vendas adiantadas. "Para o próximo mês o cenário segue nebuloso, visto que até o momento a tabela do frete rodoviário continua trazendo indefinições ao mercado", destaca, em comunicado, o Imea.
Fon…

Abertura Oficial da Colheita do Arroz tem data e local definidos

Imagem
Os trabalhos para a 29ª edição da Abertura Oficial da Colheita do Arroz já estão em andamento. O evento, organizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), vai ocorrer de 20 a 22 de fevereiro de 2019 na sede da Embrapa Terras Baixas, em Capão do Leão (RS), próxima à Pelotas, e terá como tema "Matriz Produtiva - Atividade Diversificada, Renda Ampliada", que vai discutir as oportunidades e cenários para a cultura do arroz e alternativas para aumentar a rentabilidade da lavoura.

Conforme o vice-presidente da Federarroz, Alexandre Velho, a escolha do local para a próxima edição passou por uma pesquisa com as empresas que tradicionalmente participam do evento. Informa também que a organização já está realizando melhorias no local. "A área da Embrapa já foi sistematizada e já foi colocado calcário para correção do solo. Estamos trabalhando fortemente na questão de estrutura e drenagem, além das melhorias do local. Pretendemos fazer um g…

Volume de carne exportada cai mas preço em real por tonelada é recorde

Imagem
O volume de carne bovina in natura exportado pelo Brasil, em junho, foi de apenas 54,4 mil toneladas, o mais baixo desde janeiro/11, de acordo com dados da Secex (secretaria de Comércio Exterior). O preço recebido em Reais pela tonelada da carne brasileira, no entanto, superou os R$ 19 mil no mês passado, um recorde, o que, por sua vez, amenizou a queda na receita total de junho.

De acordo com pesquisadores do Cepea, a baixa quantidade de carne embarcada no mês passado pode estar atrelada à greve dos caminhoneiros no final de maio, que impediu que cargas saíssem dos frigoríficos e entrassem nos portos. Além disso, o preço da tonelada da carne brasileira em patamar recorde também pode ter limitado as compras por parte de alguns países, já que reduz a competitividade da proteína nacional. Quanto ao mercado interno, valores bastante dispersos têm sido relatados no mercado de animais para abate neste início de julho, refletindo a efetivação de negócios diferenciados.

A informação é do Cep…

Conservação do solo e água é tratada em Seminário Microrregional no Alto Uruguai

Imagem
O Seminário Microrregional de Solo e Água reuniu mais de 200 pessoas, entre produtores, técnicos da Emater/RS-Ascar, de dez municípios da região do Alto Uruguai, na quinta-feira (22), em Erval Grande. Participaram estudantes da Escola Estadual de Erval Grande e acadêmicos da Universidade Regional Integrada (Uri). Na parte da manhã, a programação aconteceu no salão da comunidade de Linha Ervalzinho. O professor doutor da Universidade Regional Integrada (Uri), Jardes Bragagnolo palestrou sobre o tema conservação de solo e água, na qual abordou várias ações de manejo para evitar a erosão do solo e obter taxas de infiltração de água.

Na sequência, houve pronunciamento das autoridades e lideranças. Em todas as falas, foram apontadas necessidade de ações para evitar a erosão do solo e conservação do solo e da água, bem como a importância das orientações com este foco. O vice-prefeito Agustino Sinski deu as boas-vindas a todos, agradeceu a comunidade de Ervalzinho e a família Vaz. O geren…

A crise do leite e as perspectivas para a agricultura familiar

Imagem
As dificuldades enfrentadas pelos produtores de leite foram debatidas no Seminário Estadual do Leite, promovido pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (FETRAF/RS), e pela União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes). O evento está ocorrendo nesta quinta-feira (28), na sede da Federação dos Trabalhadores da Industria da Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA/RS), em Porto Alegre.

A abertura do evento contou com a presença do coordenador Geral da FETRAF/RS, Rui Alberto Valença; com o presidente da Unicafes/RS, Gervásio Plucinski; o deputado estadual, Altemir Tortelli; o representante da CUT-RS, Reginaldo Silveira Rodrigues; o presidente da FTIA/RS, Paulo Madeira; e com o representante da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Osmar Redin.

Com o tema “Crise na cadeia produtiva do leite e as perspectivas para a agricultura familiar”, o evento iniciou com um painel sobre o quadr…

Banco do Brasil destina R$ 103 bilhões para crédito agrícola

Imagem
O Banco do Brasil vai destinar R$ 103 bilhões para o financiamento da safra agrícola 2018/2019. O valor é 21% maior do que o total desembolsado na safra 2017/2018, cerca de R$ 85 bilhões. Para a safra que se inicia neste mês, os juros também serão menores do que os praticados até este momento. Em entrevista à NBr, o presidente do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli, disse que, para a agricultura familiar, a taxa vai variar de 2,5% a 4,6% ao ano e, para os empréstimos do agronegócio, será de 6% a 7,5%. O anúncio do Plano Safra do Banco do Brasil foi feito hoje (4) em cerimônia na sede da instituição, com a participação do presidente Michel Temer.

O Banco do Brasil é o principal agente de financiamento da agricultura brasileira: responde por 60% do crédito disponível para o setor. Neste ano, o governo federal anunciou um total de R$ 194,3 bilhões para o financiamento da safra agrícola 2018/2019. "Eu considero o Banco do Brasil, que é responsável por 60% dos créditos do agron…

Rede nacional de pesquisadores desenvolve soluções para aplicação de defensivos na lavoura

Imagem
Sensores inteligentes, modelos computacionais, avaliação de técnicas e equipamentos de pulverização são alguns dos resultados obtidos pela mais abrangente pesquisa realizada em rede no País sobre aplicação de defensivos agrícolas. O trabalho produziu modelos a serem adotados em diferentes regiões e culturas e gerou um amplo banco de dados sobre a pulverização agrícola nacional. Durante quatro anos, equipes de cientistas se debruçaram sobre o tema para identificar e apontar estratégias e tecnologias aéreas e terrestres para o controle de pragas.
O projeto “Desenvolvimento da aplicação aérea de agrotóxicos como estratégia de controle de pragas agrícolas de interesse nacional” integrou sete centros de pesquisa da Embrapa, o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), dez universidades, duas empresas de consultoria e tecnologias de aplicação e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
A proposta teve entre seus principais objetivos reduzir…

Brasil inicia o maior projeto de pesquisa já elaborado para desenvolver a aquicultura

Imagem
Foi iniciado o maior projeto de pesquisa em aquicultura já realizado no País. O BRS Aqua envolve 22 centros de pesquisa, 50 parceiros públicos e 11 empresas privadas – números que ainda devem aumentar ao longo de sua duração. Trata-se de um marco em investimentos no tema, fruto da parceria entre Embrapa, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a atual Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca, ligada à Presidência da República, (SEAP).
O projeto é o terceiro maior já financiado pelo BNDES Funtec – linha de crédito não reembolsável a projetos de pesquisa aplicada, desenvolvimento tecnológico e inovação. Serão R$ 45 milhões financiados pelo banco estatal, R$ 6 milhões da Embrapa e R$ 6 milhões da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca, totalizando R$ 57 milhões. A meta, ao fim dos quatro anos de duração, é estabelecer a infraestrutura e a pesquisa científica necessárias para ate…

Pesquisadores mobilizados para conter avanço da brusone do trigo no mundo

Imagem
Projeto internacional coordenado pela Universidade do Estado do Kansas será apresentado na 12ª Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Trigo e Triticale
A brusone é uma das principais doenças de impacto econômico no trigo. O  agente causal é o fungo da Magnaporthe oryzae que, quando ataca a ráquis da espiga, resulta em grãos deformados e com baixo peso específico, o que implica em redução no rendimento das culturas. 
Até pouco tempo, os relatos de ocorrência da brusone no trigo estavam restritos a eventuais epidemias em áreas tropicais bem definidas no Brasil, Bolívia e Paraguai. Entretanto, em 2016 a doença foi registrada em lavouras de trigo em Bangladesh, no Sul da Ásia, continente com o maior consumo mundial de cereais, chamando a atenção da ameaça global que a brusone representa. Vale lembrar que a maioria das variedade de trigo em cultivo no mundo são suscetíveis à brusone, e os fungicidas disponíveis são ineficientes quando a intensidade da doença é elevada.

Aplicativo Doutor Milho

Imagem
O milho é uma das culturas mais importantes em todo o globo. Em uma lavoura, as plantas de milho são como milhares de biofábricas altamente organizadas e eficientes. Como todo organismo vivo, as plantas de milho nascem, crescem, entram em senescência e morrem. Os seus estádios são didaticamente divididos em fases vegetativas e fases reprodutivas. Cada um destes estádios tem as suas particularidades. Conhecer o que acontece com as plantas de milho em cada um deles, certamente, é instrumento valioso de apoio à tomada de decisão, capaz de orientar o acompanhamento das lavouras e colaborar para o alcance de maiores produtividades e renda. A partir da identificação do estádio de desenvolvimento das plantas de milho, o aplicativo Doutor Milho oferece uma série de sugestões de manejo, específicas para cada fase. Além disso, tendo sempre o produtor rural como protagonista, acreditamos que uma lavoura de milho bem-sucedida é fruto de uma série de escolhas ao longo de todo o cicl…

Aplicativo S.A.C. Gado de Corte

Imagem
Aplicativo móvel para acesso às principais informações solicitadas pela comnunidade rural à Embrapa Gado de Corte, por meio do Serviço de Atendimento ao Cidadão - S.A.C. (http://sac.cnpgc.embrapa.br).

O S.A.C. Gado de Corte disponibiliza informações atualizadas para produtores e técnicos rurais sobre sanidade animal, pastagens, sistemas integrados (p.e. iLPF), extensão rural, sistemas de produção, meio ambiente, nutrição animal e pecuária de precisão.

Ao instalar e acessar o aplicativo pela primeira vez, serão sincronizados os dados do S.A.C. da Embrapa Gado de Corte, tornando-os disponíveis mesmo que uma conexão com a internet não esteja presente.
Baixe agora na Google Play

Aplicativo DiagSui Embrapa

Imagem
O DiagSui é uma ferramenta desenvolvida pela Embrapa Suínos e Aves, unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil. O aplicativo traz orientações sobre o diagnóstico laboratorial das principais doenças dos suínos, incluindo informações sobre escolha dos animais para colheita das amostras, colheita das amostras, envio ao laboratório, principais exames laboratoriais utilizados e interpretação de resultados laboratoriais.
O público-alvo é formado por veterinários de granjas e de empresas que trabalham com sanidade de suínos. Na rotina de diagnóstico laboratorial em suinocultura, percebe-se a dificuldade de muitos veterinários na correta colheita de amostras e interpretação dos resultados de exames laboratoriais, fazendo com que, muitas vezes, sejam gastos recursos sem a obtenção dos resultados mais adequados. Desta forma, surgiu a ideia de a Embrapa oferecer uma ferramenta orientadora qu…

Aplicativo Pastejando

Imagem
O Pastejando é um software que visa auxiliar o produtor rural ou técnico extensionista durante as atividades de planejamento forrageiro em propriedades rurais. Desenvolvido pela Embrapa Clima Temperado em parceria com a empresa Júnior Hut8, este aplicativo apresenta um vasto acervo de espécies de forrageiras cadastradas e disponibilizadas para consulta. Todas as informações do acervo são constituídas por dados abertos gerados e fornecidos pela Embrapa.
Baixe agora na Google Play

Aplicativo Gisleite

Imagem
O GisleiteApp é um aplicativo para dispositivos móveis (smartphones ou tablets) da plataforma Gisleite (Gestão Informatizada de Sistemas de Produção de Leite), desenvolvida pela Embrapa Gado de Leite.

O seu objetivo é facilitar a coleta de dados nos sistemas de produção, inclusive em locais sem disponibilidade de acesso à Internet.

As principais funcionalidades incluem o registro de coberturas, registro de diagnósticos de prenhez, registro de partos/nascimentos, registro de controle leiteiro, registro de encerramento de lactação, registro de pesagens, registro de movimentações e consulta a relatórios.

Para utilizar o GisleiteApp, é necessário cadastro prévio na plataforma web do Gisleite em http://gisleite.cnpgl.embrapa.br.

Além do cadastro pessoal, o usuário também deve registrar na plataforma web sua propriedade, rebanho e animais para fazer uso do aplicativo.
Baixe agora na Google Play

Aplicativo Orçamento Forrageiro

Imagem
A base dos sistemas pecuários no semiárido é o pasto nativo da caatinga. Esse tipo de pasto é caracterizado pela presença de plantas forrageiras nos estratos herbáceo, arbustivo e arbóreo. A quantificação da biomassa de forragem disponível é uma tarefa muito difícil para os produtores. A Embrapa ao longo de seus 40 anos desenvolveu muitos projetos e quantificou a produção de biomassa da caatinga, qualificando essa produção em quatro tipos: baixa oferta de forragem, média oferta de forragem, alta oferta de forragem e pasto nativo com capim-búffel. Essa base de dados foi utilizada no aplicativo Orçamento Forrageiro para quantificar as biomassas de forragens do pasto nativo.

O passo seguinte da orçamentação forrageira é quantificar os rebanhos presentes na propriedade, sendo possível para o usuário cadastrar rebanhos de caprinos, ovinos e bovinos, de modo que o aplicativo representa a condição de rebanho das propriedades rurais do semiárido.

Por fim, há a possibilidade de o …

Uso de energia solar no campo cresce com usinas flutuantes

Imagem
O meio rural atingiu 15,8 megawatts de utilização operacional de energia solar fotovoltaica. Essa marca atual significa que este tipo de fonte cresceu nove vezes em 2017 e neste ano já dobrou o uso dessa tecnologia no campo.
“Os agricultores descobriram a energia solar fotovoltaica. São eles os responsáveis por levar o alimento do campo para as áreas urbanas, e passam, agora, a também ter uma complementação de renda, gerando energia elétrica para abastecer áreas urbanas e reduzir os seus gastos especificamente”, disse à Agência Brasil o presidente-executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia,.

Segundo o presidente, essa é uma novidade interessante, porque a demanda tem se espalhado em diversos segmentos. “O meio rural tem açudes usando energia solar fotovoltaica flutuante em Goiás. Tem projetos mais tradicionais de bombeamento e irrigação em Minas Gerais, quando começa o dia, o pivô é ligado e quando some o sol ele deixa de i…