Últimas Notícias

Plano visa evitar ingresso de nova praga que afeta bananeiras



O fungo ainda não foi detectado no continente americano, mas tem causado perdas a plantações na Ásia, Oriente Médio e em Moçambique


Instrução Normativa nº 43, publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (22), cria o Plano Nacional de Contingência para ações preventivas e emergenciais de contenção, supressão e erradicação de focos da praga Fusarium oxysporum f.sp cubense raça 4 tropical - Foc R4T, causador da murcha de Fusarium em bananeira.

Essa nova raça do fungo (raça 4 tropical) tem causado perdas no sul da Ásia, Oriente Médio e Moçambique, sendo considerada a maior ameaça para a cultura da banana no mundo. Além das variedades prata e maçã, ainda afeta as variedades nanica e nanicão. No continente americano, o fungo ainda não foi relatado e sua introdução pode trazer sérios problemas para a produção de bananas, um dos alimentos básicos considerado chave para a segurança alimentar da região.

Como até o momento não há variedades resistentes, a melhor medida de controle é a exclusão, ou seja, evitar que o fungo seja introduzido no país, de acordo com Paulo Parizzi, coordenador geral de Proteção de Plantas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As medidas de prevenção foram desenvolvidas pelo Departamento de Sanidade Vegetal do Mapa, juntamente com a Embrapa Mandioca e Fruticultura, e envolve ampla campanha de conscientização dos produtores.

A conscientização será voltada tanto para produtores quanto para o público em geral quanto à importância de, em eventuais visitas a países com ocorrência da raça 4 tropical, se evitar a entrada de solo aderido à material vegetal, calçados e roupas, equipamentos ou qualquer outro objeto, uma vez que o solo pode ser uma via de entrada para o fungo. Além disso, deve-se evitar a introdução de mudas de bananeira sem as garantias fitossanitárias adequadas, porque mesmo mudas assintomáticas podem estar contaminadas.

Caso a raça 4 tropical seja detectada no país, medidas como erradicação de plantas, interdição de propriedades, restrição ao comércio de vegetais a partir das áreas com ocorrência do fungo deverão ser adotadas objetivando evitar a disseminação da praga para novas áreas.

No dia 4 de setembro, será realizado seminário sobre a Fusariumoxysporumf. sp. Cubense Raça 4 Tropical, no auditório do Senac, em Registro (SP), das 8h30 às 17h.

Nenhum comentário