Últimas Notícias

Empresas agroecológicas utilizam cultivares da Embrapa Hortaliças para produção de sementes orgânicas

Sementes da cenoura Alvorada estão sendo produzidas para o sistema orgânico


Cultivares de hortaliças desenvolvidas pela Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) para o sistema convencional de cultivo passaram a integrar o catálogo de produtos oferecidos por duas empresas voltadas para a produção agroecológica. Bionatur e Korin estão produzindo e comercializando sementes orgânicas certificadas da cultivar de brócolis Ramoso de Brasília e das cultivares de cenoura Brasília e Alvorada.

Constituída como cooperativa a partir de 1997, a Rede de Sementes Agroecológicas Bionatur é formada por agricultores assentados no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, que produzem sob sistema orgânico diversas espécies de hortaliças, plantas ornamentais, forrageiras e grãos. A produção das cultivares “Brasília” e “Alvorada” para comercialização de sementes comprova, na opinião do pesquisador e chefe-geral da Embrapa Hortaliças Warley Nascimento, a qualidade desses materiais com a marca Embrapa.

“Tanto a ‘Brasília’, lançada em 1983, como a ‘Alvorada’, em 2000, não receberam o carimbo de materiais para produção orgânica, mas suas características relacionadas à resistência a doenças atendem perfeitamente às necessidades da agricultura orgânica”, assinala o pesquisador.

No Brasil desde 1995, a Korin, que trabalha com a produção de frango e bovinos, mel e cereais, acrescentou, a partir de 2018, ao seu portfólio a produção de sementes de hortaliças. E entre as sementes de tomate, alface, coentro, cebolinha e rúcula encontra-se a cultivar de brócolis “Ramoso de Brasília”. “O material foi desenvolvido em 1995, então já é de domínio público, mas o que vale destacar, assim como no caso das cenouras, é a aptidão dessas cultivares para o manejo orgânico”, observa Nascimento.

CENOURA BRS PARANOÁ

A produção orgânica de hortaliças vem crescendo, mas ainda insuficiente para atender a demanda. Atenta às necessidades da cadeia produtiva de hortaliças, a Embrapa Hortaliças vem apostando no desenvolvimento de novas cultivares que possam ser produzidas tanto no sistema convencional como orgânico. Esse último, por exemplo, foi o foco da pesquisa com materiais de cenoura, que resultou na primeira cultivar desenvolvida para o sistema orgânico.

A cenoura BRS Paranoá é a primeira cultivar do mercado nacional desenvolvida e validada exclusivamente para a produção orgânica. E com características que atendem perfeitamente às exigências do consumidor: suas raízes são graúdas, com 16 a 20 cm de comprimento e 03 cm de diâmetro, não devendo nada a outros materiais que estão no mercado. Ainda neste semestre deve ser lançado edital de oferta pública de sementes da variedade para que empresas possam fazer o licenciamentoda tecnologia e adquirir o direito de multiplicar e comercializar sementes.

Além da primeira cultivar de cenoura destinada ao cultivo orgânico, outras hortaliças com a mesma capacidade estão sendo preparadas para o desenvolvimento de novas cultivares de abóbora, alface, batata, cebola e alho.

Anelise Macedo (MTB 2.749/DF)
Embrapa Hortaliças

Nenhum comentário