Minas alcança safra recorde de grãos

 

A safra recorde de grãos para Minas Gerais foi confirmada com o 11º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), para o período 2019/2020, numa série de 12. O volume colhido de 15,1 milhões de toneladas equivale a um aumento de 6,4% em relação à safra passada, incremento de 0,6% na área plantada e um ganho de 5,8% na produtividade.

No estado, o destaque é para o milho e a soja que, juntos, representam 89% da produção mineira de grãos. Os maiores incrementos foram soja (+18,0%), amendoim (+16,7%), sorgo (7,4%) e feijão total (2,9%). No caso específico do amendoim, a produção de 4,9 mil toneladas representou um aumento de 16,7% em comparação à safra 2018/2019. O principal motivo foi a expectativa de bons preços no período do plantio que resultou na ampliação da área plantada em cerca de 30%.

Para a safra de feijão total (1ª, 2ª e 3ª safras), o crescimento foi de 2,9%, alcançando 558,1 mil toneladas. O aumento ocorre mesmo diante de uma redução da área de plantio em -5,1%, compensada pelo ganho de produtividade de 8,4%. As boas condições climáticas registradas na maior parte das regiões produtoras também impulsionaram o rendimento médio da cultura, favorecendo o resultado positivo para o cultivo do feijão na primeira safra que resultou em um crescimento expressivo de 22,6%.

Investimentos

Superintendente de Inovação e Economia Agropecuária da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Carlos Eduardo Oliveira Bovo, explica que os dados, além de confirmarem a expectativa, comprovam que todo o investimento em tecnologia e pesquisa tem se revertido em ganhos de produtividade, mesmo sem um aumento expressivo das áreas de plantio.

“Nesse momento de pandemia, também é importante destacar que o setor agropecuário continua se mantendo forte para a retomada da economia. Acredito que a agropecuária será um dos carros-chefe para tirar o país dessa crise econômica que estamos vivendo, tanto na geração de divisas para o estado quanto na geração de emprego”, analisa Bovo. 

O superintendente destaca, ainda, o aumento na aplicação de crédito rural no estado. E ressalta que os produtores mineiros vêm buscando recursos e utilizando as políticas de crédito rural para o aumento da produção e produtividade. “Isso fica muito claro no otimismo dos produtores em buscar novas tecnologias e recurso de crédito rural para investir no setor agropecuário do estado. Se o clima ajudar, as previsões para as próximas safras são de novos recordes para o setor”, conclui.

Soja e sorgo

A colheita de soja foi finalizada com expectativa de safra recorde de quase 6 mil toneladas, crescimento de 18% em relação à safra anterior, e ganho de 12,8% na produtividade, estimada agora em 3.634 kg/ha. Além disso, os preços internos estão aquecidos devido à alta do dólar, estimulando a exportação. No caso do sorgo, a produção deve chegar a 783,3 mil toneladas, crescimento de 7,4% em relação à safra 2018/2019.

Comentários

Mais vistas da semana

GEDAVE – O que é, como funciona e pontos de atenção da etapa de Cadastro

Aprenda a controlar pragas que atacam limoeiros

Galinhas caipiras poedeiras: a avicultura adaptada a pequenas propriedades é negócio rentável e com mercado promissor

Cafés do Brasil obtêm Denominação de Origem para a Mantiqueira de Minas

Embrapa oferta material propagativo de mandiocas de indústria para o Brasil Central