Plantio direto bem conduzido favorece fertilidade e potencial produtivo

 

Começa hoje o seminário “Atualização Técnica: Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas”, promovido pela Revista Plantio Direto & Tecnologia Agrícola e apoiadores. O evento acontece de 18 a 27 de agosto, às 19 horas, e tem o objetivo de discutir aspectos da fertilidade do solo e adubação em Sistema Plantio Direto.

O pesquisador Álvaro Vilela Resende, da Embrapa Milho e Sorgo, ministrará o tema “Construção e manejo da fertilidade para ambientes de alto potencial produtivo, dia 25.  Ele vai abordar como as práticas de calagem, gessagem e adubações corretivas melhoram a fertilidade no perfil do solo e reforçam a fertilidade com o plantio direto bem conduzido.

“Este manejo envolve rotação de culturas e intensificação vegetativa, para promoção de crescimento de raízes e incorporação de carbono no solo. Isso é a base para a alta produtividade”, ressalta Resende.

Outro aspecto importante, a ser considerado pelo pesquisador, é a adubação de manutenção, que permite conciliar produtividade e rentabilidade. “A lógica é que a gente busque, cada vez mais, aplicar nas adubações o que está saindo exportado nos grãos colhidos. Então, chamamos isso de adubação de restituição, que é uma estratégia mais coerente para o agricultor otimizar o uso de fertilizantes, mantendo a fertilidade do solo já construída, e, com isso, também garantir  maior sustentabilidade e estabilidade do sistema ao longo do tempo”.

Para saber a programação completa do seminário e como fazer sua inscrição, clique na página: https://www.plantiodireto.com.br/eventos

Também apoiam a iniciativa a Fundação Agrisus, a Plantec A.P, a CCGL Tec / RTC, a FertSystem e o Grupo Vittia. Parte da receita com as inscrições será destinada à Cruz Vermelha do Brasil.

Sandra Brito (MTb 06230 MG)
Embrapa Milho e Sorgo

Comentários

Mais vistas da semana

GEDAVE – O que é, como funciona e pontos de atenção da etapa de Cadastro

Cafés do Brasil obtêm Denominação de Origem para a Mantiqueira de Minas

Cebola e batata ficam mais baratas nos principais mercados atacadistas

No Maranhão extrativistas da amêndoa de babaçu recebem mais R$ 450 mil em subvenções

Embrapa oferta material propagativo de mandiocas de indústria para o Brasil Central