Revista científica publica volume especial sobre insetos polinizadores


A publicação na Neotropical Entomology traz 15 artigos sobre polinizadores e serviços de polinização

 
   A revista científica Neotropical Entomology acaba de publicar um número temático especial sobre insetos polinizadores e serviços de polinização. São 15 artigos científicos que tratam sobre aspectos da biologia e ecologia, estados de conservação, principais ameaças, medidas de mitigação e políticas públicas de proteção a insetos polinizadores.
 
 
 
   “Este volume traz artigos que abordam de forma ampla os serviços de polinização nas regiões neotropicais, que são essenciais para o ecossistema e para o bem-estar humano”, afirma a bióloga Márcia Maués, pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental (Belém-PA), que, juntamente com a pesquisadora Carmem Pires, da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF), são responsáveis pela edição do volume especial da revista. 
 
   Uma das novidades destacadas pela pesquisadora Carmen Pires no volume especial é um estudo realizado com a participação do público leigo. “Hoje temos trabalhos dentro da chamada “ linha cidadão”, no qual o levantamento sobe a identificação dos insetos, as fotografias e os inventários são feitos por pessoas leigas, seguindo a metodologia científica. Essa participação é excelente, pois os monitoramentos demandam uma mão de obra muito grande para cobrir as áreas imensas”, diz Carmen. O uso da ciência cidadã na América Latina é uma realidade a exemplo do que já existe na Europa, embora no Brasil ainda seja incipiente.  
 
   Aproximadamente 90% das espécies de plantas do mundo dependem de animais para algum grau de polinização, sendo que nas regiões tropicais esse percentual pode chegar a 94%. A maioria dos polinizadores são insetos, incluindo abelhas, moscas, borboletas, mariposas, vespas, besouro, formigas, e tripes.
 
   Para a produção de alimentos no mundo, o trabalho desses pequenos animais é essencial. Dados da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas em Serviços de Biodiversidade e Ecossistemas (IPBES) mostram que 75% das safras agrícolas mundiais dependem, pelo menos parcialmente, da polinização animal e o valor anual das safras globais diretamente afetadas por polinizadores chega a $577 bilhões de dólares. 
 
   Apesar das abelhas terem um papel de destaque na polinização das safras dos alimentos consumidos no mundo, dois terços das espécies neotropicais desses animais ainda permanecem desconhecidas pela ciência. E além disso, o conhecimento sobre a necessidade de polinização das plantas cultivadas no mundo também precisa avançar.
 
   As mudanças no uso da terra e as alterações na paisagem têm ocasionado a perda de habitats naturais e o declínio das populações de abelhas no mundo. “Então, ampliar a base de conhecimento sobre as abelhas e os polinizadores de uma forma geral é vital para promover a conservação e a valorização do serviço ecossistêmico prestado por esses animais”, afirma Márcia Maués.  
 
   O volume especial da Neotropical Entomology traz artigos que tratam sobre a diversidade e importância de insetos em ambientes agrícolas; análises sobre os principais drivers de perdas de polinizadores e subsídios para políticas públicas voltadas à conservação dos polinizadores. 

Maria Devanir Heberlê (Deva) (MTb/RS 5297)
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Contatos para a imprensa

Telefone: whats: +55 61 3238-4559

Ana Laura Lima (MTb 1268/PA)
Embrapa Amazônia Oriental

Comentários

Mais vistas da semana

GEDAVE – O que é, como funciona e pontos de atenção da etapa de Cadastro

Aprenda a controlar pragas que atacam limoeiros

Galinhas caipiras poedeiras: a avicultura adaptada a pequenas propriedades é negócio rentável e com mercado promissor

Cafés do Brasil obtêm Denominação de Origem para a Mantiqueira de Minas

Embrapa oferta material propagativo de mandiocas de indústria para o Brasil Central